O Instituto
   Agenda Festividades
   Listas de Consumo
   DST / AIDS
   História da AIDS
   Projeto Sonho
   Prestação de Contas
   Notícias
   Notícias - Pesquisa
   Artigos
   Como Colaborar
   Links
   Contato
   Localização
   Sobre o Site
   Utilidade Pública
Adicionar o Viva a Vida em Favoritos

   
 
Pesquisa em Notícias:    
 
  8/8/2005 - Herpes pode atacar os olhos e levar indivíduo à cegueira


Especialista alerta sobre a necessidade de diagnóstico correto da forma ocular da doença
Camila Vieira


Quem pensa que o vírus do herpes simples ataca somente os lábios, se engana. As feridas e úlceras provocadas pela doença também podem acometer o nariz e os olhos, levando à cegueira quando não tratada corretamente. No início, uma infecção na córnea por herpes simples pode se assemelhar a uma inflamação bacteriana leve, pois os olhos tornam-se levemente dolorosos, lacrimejantes e sensíveis à luz. No entanto, a infecção por herpes não responde aos antibióticos, como faria uma doença ocular provocada por bactérias, e, freqüentemente, ela continua a piorar. Por isso, especialistas alertam para a importância do diagnostico correto e reforçam sobre a necessidade do tratamento imediato.


O vírus da herpes nos olhos pode ser confundido com outra inflamação, já que na maioria dos casos produz apenas alterações discretas da córnea e desaparece espontaneamente. O problema é que uma vez em contato com o vírus, as feridas podem voltar a surgir sempre que a pessoa esteja com baixa imunidade ou passando por situações física e emocionalmente estressantes. Caso se confirme a doença, é necessário iniciar o tratamento imediato. "Tratar a patologia com medicamentos antivirais faz com que o vírus pare de se multiplicar e de destruir as células epiteliais", explicou o oftalmologista Renato Neves.


Estresse, febre, problemas de saúde bucal ou pós-cirúrgicos, queimaduras de sol e traumas são as principais causas do aparecimento do herpes. Mais da metade da população mundial já entrou em contato com esse vírus. Geralmente, o herpes simples se instala no organismo em idade infantil, por volta dos 5 anos. Neves explica que o microorganismo pode causar cegueira se não for tratado apropriadamente, já que a infecção pode atingir camadas mais profundas da córnea e agravar o quadro.


Quando há recorrências, o vírus pode acarretar ulcerações, cicatrizes permanentes e perda de sensibilidade quando o olho é tocado. O herpes simples também causa aumento da proliferação de vasos sangüíneos, comprometimento da visão ou perda total dela. "Repetidas ocorrências dessas manifestações mais agressivas podem levar até mesmo a cegueira total", reforça o oftalmologista.


Os medicamentos antivirais normalmente são prescritos sob a forma de pomada ou de solução, que deve ser aplicadas no olho várias vezes ao dia. Entretanto, eles nem sempre são eficazes. Algumas vezes, outras drogas orais devem ser administradas. Às vezes, para ajudar a acelerar a cura, o oftalmologista pode ter que limpar a córnea com o auxílio de um cotonete para remover as células mortas e as lesadas.


***


Vírus do `zoster´ também acomete a visão


O herpes-zoster é causado por um vírus (varicela, o mesmo da catapora) que cresce nos nervos e que pode se disseminar até a pele, produzindo lesões típicas. Esta infecção não afeta necessariamente o olho, mesmo quando ocorre na face e na fronte. No entanto, quando a divisão oftálmica do quinto nervo craniano se torna infectada, é provável que a infecção se propague até o olho. A inflamação causa dor, hiperemia (excesso de sangue) e edema palpebral, e pode comprometer a córnea, acarretando a formação de cicatrizes. "Nos casos em que há cicatriz, podemos usar o meio de tratamento mais extremo, o transplante de córnea", afirmou o oftalmologista Renato Neves.


As estruturas localizadas atrás da córnea podem inflamar, uma condição definida de uveíte, e a pressão ocular pode aumentar, causando glaucoma. As complicações comuns de uma infecção da córnea incluem a perda de sensibilidade ao toque e o glaucoma permanente. Quando o herpes-zoster infecta a face e ameaça o olho, o tratamento precoce com o antiviral aciclovir, administrado por via oral durante sete dias, reduz o risco de complicações oculares.


Os corticosteróides, geralmente sob a forma de colírio, também podem ser úteis. Freqüentemente, são utilizadas gotas de atropina para manter a pupila dilatada e também para ajudar a impedir o aumento da pressão do olho. "Hoje em dia, há vários meios de tratar todas as formas da doença, como comprimidos e colírios antivirais, antibióticos ou até mesmo cirurgias, como o transplante de córnea, para os casos em que há cicatriz. Apesar de ser totalmente tratável, a ciência ainda investiga a cura da doença", diz Neves.


***


FIQUE ATENTO


*Causas da doença:


Estresse


Febre


Problemas de saúde bucal ou pós-cirúrgicos


Queimaduras de sol e traumas


*Sintomas do herpes ocular:


Dores nos olhos


Lacrimejamento


Sensibilidade à luz


Fonte: Correio da Bahia

 
 

Notícias Anteriores:

 
 
•3/7/2011 - Owned by D1g1t4l_Cr1m3 - we are contagiOuS! xD
•23/2/2009 - Hillary termina visita à China se reunindo com ativistas
•23/2/2009 - Prefeito oferece viagra a idosos
•23/2/2009 - Ode à loucura apaixonada
•23/2/2009 - Resistência ao preservativo ameaça 72%
•23/2/2009 - AIDS aumenta de forma rápida na Ásia, diz ONU
•23/2/2009 - Sexo protegido também é direito à saúde
•8/12/2008 - Declaração é festejada
•8/12/2008 - Maternidade após os 35 anos: cuidados a serem observados
•8/12/2008 - Crise financeira e homossexuais dominam a conferência sobre a Aids na África
•8/12/2008 - Cinco anos para vacina terapêutica
•8/12/2008 - As mil faces do HIV
•8/12/2008 - Em excesso, faz mal? (SEXO & SAÚDE)
•8/12/2008 - Febre do beijo
•8/12/2008 - Com novo peso global, Brasil tem mais responsabilidades
•7/11/2008 - Doenças 'modernas' matam mais
•7/11/2008 - Militares colecionam denúncias de violência
•7/11/2008 - Entre a ciência e o mercado (Artigo)
•7/11/2008 - PRF realiza blitz da saúde com caminhoneiros
•7/11/2008 - GAROTA DE 11 ANOS FOI VÍTIMA DE DOADOR CONTAMINADO
 
 
Página: 1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14  15  16  17  18  19  20  21  22  23  24  25  26  27  28  29  30  31  32  33  34  35  36  37  38  39  40  41  42  43  44  45  46  47  48  49  50  51  52  53  54  55  56  57  58  59  60  61  62  63  64  65  66  67  68  69  70  71  72  73  74  75  76  77  78  79  80  81  82  83  84  85  86  87  88  89  90  91  92  93  94  95  96  97  98  99  100  101  102  103  104  105  106  107  108  109  110  111  112  113  114  115  116  117  118  119  120  121  122  123  124  125  126  127  128  129  130  131  132  133  134  135  136  137  138  139  140  141  142  143  144  145  146  147  148  149  150  151  152  153  154  155  156  157  158  159  160  161  162  163  164  165  166  167  168  169  170  171  172  173  174  175  176  177  178  179  180  181  182  183  184  185  186  187  188  189  190  191  192  193  194  195  196  197  198  199  200  201  202  203  204 
 
     
  O Instituto Beneficente Viva a Vida não se responsabiliza pelas idéias e pelos conceitos emitidos nas Notícias, as quais são exclusivamente de seus autores.  

www.magmaster.com.br
Home O Instituto Beneficente Viva a Vida - Quem somos, O que fazemos, da rua à Rua Viva a Vida e Álbum de Fotos DST/AIDS - Prevenção, Diagnóstico e Tratamento São 17 Projetos, conheça-os! Contate-nos por e-mail Home http://www.ibvivavida.org.br www.magmaster.com.br